Tipos de Discurso

Discurso Direto

Um analista de um governo ocidental, familiar com o Relatório da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) disse: “Não há um sinal específico, mas uma acumulação gradual e reveladora da evidência de intenções”

No trecho acima, verificamos que o narrador, após introduzir o analista, deixou-o expressar-se por si mesmo, limitando-se a reproduzir-lhe as palavras como ele as teria efetivamente selecionado, organizado e emitido. Essa forma de expressão é chamada Discurso Direto.

Discurso Indireto

Um analista das Nações Unidas afirmou que os rumores de um possível ataque de Israel deve ter mais influência do que o próprio relatório da AIEA.

Ao contrário do que observamos no Discurso Direto, o narrador incorpora aqui, ao seu próprio falar, uma informação do analista, contentando-se em transmitir ao leito apenas o seu conteúdo, sem nenhum respeito à forma linguística que teria sido realmente empregada.

Discurso Indireto Livre

Na moderna literatura narrativa, tem sido amplamente utilizado um terceiro processo de reprodução de enunciados, resultante da conciliação dos dois anteriormente descritos. É o chamado Discurso Indireto Livre.

Era um rapaz bonito; que pedaço de mal caminho! Andava por Copacabana e, é um gato, diziam, um verdadeiro frenesi se formava.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: