Plano Brasil 2022

Pensar estrategicamente o futuro do País, fixando metas para o ano de 2022, quando o Brasil comemora o bicentenário de sua independência. Essa foi a encomenda do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao ministro de Assuntos Estratégicos, Samuel Pinheiro Guimarães, quando este assumiu o cargo, em outubro de 2009. A elaboração do Plano Brasil … Continue lendo

À Sombra de Jabotinsky – Demétrio Magnoli

Perante a ONU, Mahmoud Abbas disse que o reconhecimento do Estado Palestino equivaleria a fazer mais uma “Primavera Árabe”. A verdade é exatamente o inverso: a iniciativa tem o propósito de evitar uma “Primavera Árabe”, desviando a frustração popular nos territórios ocupados para a esfera da diplomacia internacional. Contudo, como tantas coisas, o plano pode … Continue lendo

From Beirut to Bosnia (1)

O que é o Hezbollah?

Democratizando o Brasil (1)

A NOVA REPÚBLICA BRASILEIRA SOB A ESPADA DE DÂMOCLES. SOUZA, Maria do Carmo Campello de. In Democratizando o Brasil. Alfred Stepan (org.), Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1988, p. 568-591) A transição brasileira e o “centrismo invertebrado” O alívio e o entusiasmo públicos resultantes da abertura política que em 1985 conduziu um civil à … Continue lendo

Redemocratização

2. REDEMOCRATIZAÇÃO O governo Médici paralisou a oposição. Como seus antecessores militares, prometeu restabelecer a democracia no Brasil. Ao contrário, foi responsável pela ampliação da censura e da repressão política. Em sua única entrevista coletiva, o general mostrava sua visão particular sobre a democracia: A democracia plena é um ideal que, se em algum lugar … Continue lendo

Proposta de Mudanças no Código Florestal

RECEITAS PARA A LUTA ARMADA

RECEITAS PARA A LUTA ARMADA, Jacob Gorender, in Combate nas Trevas. São Paulo, Ática, p. 79 – 83. À exceção da maioria do Comitê Central do PCB, a esquerda considerou a falência do caminho pacífico um fato provado. Seguia-se que a luta armada, não travada contra o golpe de direita, tornava-se imperativa quando os golpistas … Continue lendo

DITADURA MILITAR

1. DITADURA MILITAR Em 1960, pela primeira vez desde o estabelecimento da democracia populista, o resultado das eleições presidenciais não favoreceu o arranjo que orquestrara a política brasileira desde o final do Estado Novo. Integrando a coligação que conseguiu levar Jânio Quadros à vitória, a UDN quebrava a hegemonia da aliança PSD/PTB ao derrotar o … Continue lendo

Imperialismo na América Latina

O SEGUNDO GOVERNO VARGAS: NACIONALISMO X ENTREGUISMO

O SEGUNDO GOVERNO VARGAS: NACIONALISMO X ENTREGUISMO. CERVO, Amado Luiz & BUENO, Clodoaldo in História da política exterior do Brasil. São Paulo, Ática, 1992 O segundo governo Vargas, em termos de política exterior, não assinalou grandes inflexões. O debate interno, todavia, foi grande em torno de como o Brasil deveria relacionar-se com o exterior, pelo … Continue lendo