Setor Externo – Balanço de Pagamentos

O Balanço de Pagamentos de um país é um resumo contábil das transações econômicas que esse país faz com o resto do mundo, durante certo período de tempo. Com base nesse balanço pode-se avaliar a situação econômica internacional do país.

No Brasil, o balanço de pagamentos é elaborado pelo Banco Central baseado nos registros das transações efetuadas entre residentes no país e residentes em outras nações.

Entende-se por residentes os agentes econômicos que possuem o centro de interesses no país. Um turista americano no Brasil não é residente, enquanto um turista brasileiro nos EUA, é.

Na contabilização desses registros, adota-se o método da partidas dobradas. De modo geral, pode-se considerar que toda entrada de divisas corresponde a um crédito e toda saída, a um débito.

Sob a ótica do balanço de pagamentos, as transações internacionais podem ser:

  • autônomas: realizadas normalmente e que acontecem por si mesmas, motivadas pelos interesses dos agentes (empresas, consumidores, governo)
  • compensatórias: destinadas a financiar o saldo final das transações autônomas. Ao final de determinado período, pode não existir igualdade entre os créditos e débitos quanto às transações voluntárias; com base nesse superávit ou déficit, induz-se o governo a realizar uma série de transações (c0mpensatórias) com o intuito de equilibrar ou “zerar” as contas do balanço de pagamentos

Desde janeiro de 2001, o balanço de pagamentos brasileiro passou a seguir a quinta edição do Manual de Balanço de Pagamentos do FMI, que inclui:

  • A> Balança de Transações Correntes (a.k.a. Conta Corrente): Se erra conta for superavitária, isto significa que o país está recebendo recursos que podem ser utilizados no pagamento de compromissos assumidos anteriormente, investimentos no exterior, aumentar as reservas, etc. Se for deficitária, implica a necessidade de investimentos de estrangeiros no país, de se contrair empréstimos no exterior e de diminuir as reservas nacionais de divisas internacionais
    • Balança Comercial
      • Exportações
      • Importações
    • Serviços e Rendas
      • Serviços (chamados serviços de não-fatores)
        1. Transportes
        2. Viagens
        3. Seguros
        4. Financeiros
        5. Computação e Informações
        6. Royalties e Licenças
        7. Aluguel de Equipamentos
        8. Serviços Governamentais
        9. Outros
      • Rendas (pagamento pela utilização de fatores de produção, como, por exemplo, trabalho e capital, também chamada de serviços de fatores)
        • Salários e Ordenados
        • Renda de Investimentos
          1. Renda de Investimentos Diretos
          2. Renda de Investimentos em Carteira
          3. Renda de Outros Investimentos
      • Transferências Unilaterais Correntes
  • B> Conta Capital e Financeira, que agrupa as transações que representam modificações nos direitos e obrigações  de residentes no país por parte de não-residentes
    • Conta Capital (incluem-se as transferências unilaterais relativas ao patrimônio de migrantes internacionais, assim como a aquisição ou alienação de bens não-financeiros não produzidos, como cessão de marcas e patentes)
    • Conta Financeira (fluxos com ativos e passivos financeiros entre residentes e não-residentes no país, como investimentos, empréstimos e amortizações)
      • Investimento Direto (líquido)
        1. Participação no capital
        2. Empréstimo Intercompanhias
      • Investimento em Carteira
        1. Ações
        2. Títulos de Renda Fixa
      • Derivativos
      • Outros Investimentos
  • C> Erros e Omissões, que surge em função de equívocos existentes no registro das operações do país com o exterior

>> A + B + C = Resultado do Balanço <<

  • D> Variação de Haveres da Autoridade Monetária (∆HAM), que é a conta compensatória, registra a variação nos haveres em moeda estrangeira e outro possuídos em reserva pelo país. Quando há um déficit no balanço, este poderá ser coberto por uma saída de divisas, ou seja, há uma variação negativa no volume de reservas. Vice-e-versa.

A+B+C+D = ZERO, sempre!

Balança Comercial (BC) + Balança de Serviços (BS) = PIB

BC + BS + Balança de Rendas (BR) = RNB

BC + BS + BR + TU = RND

Comments
One Response to “Setor Externo – Balanço de Pagamentos”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: