3. Os Processos Recentes de Urbanização e a Rede de Cidades no Brasil

• O processo de urbanização conheceu uma aceleração notável no país desde
a década de 1950.

• Indústrias implantadas no Sudeste, foi o pano de fundo desse movimento
urbanizador, que se manifesta em todo o país.

Êxodo rural, incentivado pela modernização técnica do trabalho rural e pela concentração
crescente da propriedade fundiária.

A urbanização do Brasil, apesar de geral, não é uniforme. As diferentes regiões
e estados do país apresentam uma urbanização desigual e contrastes marcantes na
distribuição da população entre o meio rural e o meio urbano.

• A elevada participação da população urbana no conjunto da população do
Sudeste expressa um estágio avançado de modernização econômica, com profunda
transformação da economia rural e subordinação da agropecuária à indústria.

• A urbanização do Centro-Oeste foi impulsionada pela fundação de Brasília
e pelas rodovias de integração nacional que interligaram a nova capital com o Sudeste,
de um lado, e a Amazônia, de outro. A ocupação do espaço rural por grandes
propriedades (fazendas de gado, de soja ou cereais) acentuou a tendência
urbanizadora. O Estado do Mato Grosso do Sul apresenta um nível de urbanização
similar ao dos estados do Sudeste.

• A Região Sul viveu um processo de urbanização lento e limitado até a década
de 1970: a estrutura agrária familiar e policultora, ancorada no parcelamento da
propriedade da terra nas áreas de planaltos, restringia o êxodo rural. Depois, a
mecanização acelerada da agricultura e a concentração da propriedade da terra
impulsionaram a transferência acelerada da população rural para o meio urbano.
Simultaneamente, camponeses expulsos do meio rural formaram fluxos migratórios
que se dirigiram para as novas frentes pioneiras do Centro-Oeste e da Amazônia.

• No Nordeste, o movimento urbanizador foi menos intenso. Estrutura minifundiária limita a repulsão da população
rural para cidades com desenvolvimento insuficiente do mercado regional. Contudo, pelo menos até a década de 1980, houve um intenso êxodo
rural no Nordeste para o Sudeste.

• Na Região Norte, urbanização tem sido mais lenta, pois o afluxo de populações para a região nas últimas décadas, como
conseqüência da abertura de novas frentes pioneiras, orientou- se para áreas rurais. Pará, Tocantins e Rondônia.

O processo de urbanização brasileira foi, essencialmente, concentrador:
gerou cidades grandes e metrópoles.

• A industrialização do país percorreu caminhos
muito diferentes daqueles da Revolução Industrial européia. Baseou-se em
investimentos volumosos de capital, provenientes do Estado, de empresas
transnacionais ou de grandes grupos privados nacionais.

• A implantação de uma economia de tipo monopolista refletiu-se na
concentração da produção, da força de trabalho e do mercado em determinados
pontos selecionados do território. Um número reduzido de cidades tornou-se
pólos de atração populacional, crescendo e diversificando a sua economia. A
concentração econômica determinou a aglomeração espacial, gerando a
metropolização1.

Megalópole.  Através do Vale do Paraíba, adensa-se o espaço urbanizado vinculado
diretamente às cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro.

• As metrópoles regionais são aglomerações que exercem uma influência
vasta, mais ampla que o território dos seus estados, e estão subordinadas
economicamente apenas às metrópoles nacionais. Belo Horizonte, Porto Alegre,
Curitiba, Salvador, Recife, Fortaleza e Belém.

• No Centro-Oeste, só uma cidade, Goiânia, funciona como metrópole regional. É a única metrópole não portuaria do Brasil.

Brasília, não é metrópole. A cidade não desenvolveu um setor de
serviços voltado para o mercado regional. Ao contrário, seu aparato de distribuição
de bens e serviços conheceu um crescimento endógeno, direcionado basicamente
para o próprio mercado urbano.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: