Revolução Francesa

A Revolução e Seus Impactos Internacionais (1789-99)

Os efeitos da Revolução Francesa não se circunscrevem aos limites da história da França, uma vez que os impactos internacionais dos eventos franceses representam um divisor de águas. A burguesia que chegou ao poder enunciou o princípio da soberania da nação com a qual ela mesmo se identificava. Estre princípio já havia sido proclamado por ocasião da independência dos EUA quando se definiu a recusa dos valores do velho absolutismo. A construção de uma nova ordem recusou não apenas as antigas estruturas políticas e sociais do Ancien Régime, como também os valores e concepções predominantes até então. Isto no país que representava o mais acabado modelo de Absolutismo e Mercantilismo, alem de ser o país mais povoado (mais de 4x a população da Inglaterra) e maior economia da Europa.

A Revolução Francesa assinalou a etapa final do processo de secularização das estruturas de poder inaugurando certa modernidade ocidental. Pode-se identificar essa modernidade com a fundação da sociedade burguesa, com os novos padrões econômicos (liberalismo) e com a passagem da condição de súdito à cidadão (modificações ideológicas advindas do iluminismo). Os franceses protagonizaram experiências inéditas como a politização da questão social, a experiência democrática e republicana, a até mesmo os primeiros projetos socialistas.

(…)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: