Interesse do Brasil na África I

Bom, já que saiu na Monocle que o interesse do Brasil vai de Brazzaville (esse nome é sensacional) até o Marrocos, então levantei algumas informações sobre esses lugares. Será uma mini-série.

África Central

A África central é toda mal povoada, com exeção do Burundi e Ruanda, compreende 100 mi de habitantes concentrados nas zonas urbanas ao longo dos rios. O PIB soma 50 bi de dollares, 500 dollares por hab/ano. Essencialmente composta de florestas, é a segunda maior reserva de créditos de carbono do mundo. A região também acolhe refugiados dos países vizinhos com tensões políticas econômicas e sociais.

Historicamente, a região nunca teve muito contato com formas de poder hierarquizadas, com exceção do Congo, não confundir com República Democrática do Congo ex-Zaire.

As viagens missionárias de Livingstone e as explorações de Cameron & Stanley revelaram a importância estratégica da bacia do Congo. A partir de 1890, as rivalidades coloniais levaram ao local as expedições militares. A conferência de Berlim oficializou a divisão da África Central entre a Alemanha, a Bélgica e a França. A Africa Equatorial Francesa foi criada em 1919. O Camarões (em Homenagem ao explorador Cameron”, foi colonizado pela Alemanha em 1884, que inslalou no sul um governo direto e no norte, um indireto. Depois da WWI, a parte ocidental é anexada a Nigeria e a oriental vira protetorado francês.

O Congo Belga tem um estatuto particular como propriedade particular do rei Leopoldo II ( A Bélgica tinha sido neutralizada e não podia adquirir colônias).  Fortemente explorada, a região conheceu um péssimo desenvolvimento econômico e social.

Nos planaltos de Ruanda e do Burundi, uma minoria de intelectuais se opõe aos agricultores (Tutsi X Hutu, Hima X Bairu). A oposição entre Tutsi e Hutu não é tribal, eles falam todos a mesma língua e tem as mesmas práticas culturais, tampouco são diferenças de casta, afinal há casamentos entre eles, as diferenças foram plantadas durante a tutela francesa, que criu uma esturtura hereditária ligados à terra e à esses dois clãs. Somente os Tutsi podiam ascender aos poder e frequentar as escolas, além de possuir terras. Isso estigmatizou a oposição racil que explodiu depois da independência.

A Africa Central, como “conjunto”, é muito fraca em termos de integração regional. Os pontos de convergência são geralmente linguísticos, pois todos ali falam francês. Não há uma potência regional ali situada, sendo que África do Sul e Nigéria projetam ali sua influência.

Na dinâmica atual, a RDC deve aderir a CEMAC, Comunidade Economica e Monetaria da Africa Central, e tambem deve se associar a Ruanda e Burundi na EAC, East African Community, centrada na África anglófona dos grandes lagos.

A CEMAC, criada em 1994, compreende 6 estados membros da zona franca, Camarões, Congo, Gabão, Guiné Equatorial, Chad e República Centro-Africana. Conco desses estados eram colônias francesas, membros da AEF (Africa Equatorial Francesa), ou protetorado francês, como o Camarões. A excessão é a Guiné Equatorial, ex colônia espanhola. Todos ali são produtores de petróleo com excessão de RDC. (RDC está ao sul e não ao norte de Brazzaville. ) Essa união financeira se dá sob controle do BEAC, Banco dos Estados da África Central, que tem um acordo com o Tesouro Francês. A união duaneira se dá com um acordo de tarifas comuns. Mesmo com a união monetária e a zona franca, o comércio entre os países representa 2% de seus comércios. O interesse desses países petrolíferos em seus visinhos regionais mais desenvolvidos como Nigéria continua nulo e nenhum líder regional apareceu para mudar a política local.

No século XXI, com excessão do infeliz RDC mergulhado em guerras civis, os países da África Central se viram crescendo 5% por ano com boom do petróleo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: