Guerra do Iraque

Em 2003, Bagdag foi bombardeada. era a operação “Iraque Livre”. que rapidamente levou ao fim do regima de Saddam Houssein. Em maio, a resolução 1483 definiu que o Iraque era agora um protetorado americano. Foi apenas em 2006 que os EUA devolveram as  chaves do poder para um governo oficial iraquiano, mas ainda hoje não se fala do iraque ocupado como um país soberano.

A intervenção anglo-americana do Iraque foi resultado de um longo processo de empobrecimento pelo qual este país passou desde o final da guerra do golfo em 91. O embargo 661 se mostrou contra produtivo, em vez de se mostrar um problema, favoreceu o fortalecimento do Iraque e do regime de Saddam Houssein. Uma série de outras resoluções foram passadas então, como a probição de armas nucleares de destruição em massa, o que foi sistematicamente contornado por Saddam. Os EUA tambem queriam a liberação de prosioneiros de guerra, reconhecimento da parte do Iraque da sobetrnia do Kuwait sobre seu territorio e que o Iraque respeitasse os direitos humanos. Em 91, a resolução 688 da ONU faz uma sisão étnica no Iraque, instaurando duas zonas de exclusão aérea, uma curda no norte, e uma chiita ao sul.

Noas tensões entre Iraque e EUA surgem em 98. A operação raposa do deserto bombardeia o país, para convencer o Iraque a colaborar com os inspetores das nacões unidas de desarmar o Iraque. É nesse periodo que os EUA decidem que está na hora de derrubar o regime de Houssein. Clinton assina o “Ato do Iraque Livre”, que poria as bases de um regime democrático na região.

George Bush incluiu o Iraque na sua lista de países do mal, uma lista de circunstância, juntamente com Iran e Coréia do Norte.

Washinton levou para a ONU que era fundamental que o Iraque permitisse uma inspeção completa de suas bases, ao que o Iraque concordou sem reservas. A partir daí, os EUA se mostraram mais impacientes com o Iraque e aumentaram suas ameaças.

A encheção de saco norte-americana levou o CS a emitir a resolução 1441 que falava que o Iraque tinha que destruir todas as suas armas de destruicão em massa. O Iraque manda uma lista com todos os projetos militares e bases e que está aberto a visitas dos inspetores da ONU. Essa respota foi considerada imprecisa pelos EUA, que já estavam tendo sua postura criticada pela comunidade internacional. Os EUA anunciaram sua vontade de acabar com o Iraque. Sem aprovação do conselho de segurança, os americanos idão um ultimatum dizendo que Saddam deve deixar o Iraque em 48 horas, que ele rejeita, e começa o bombardeio.

Essa guerra não pode ser comparada a guerra do golfo. Suas consequencias devem ser examinadas sob duas óticas, a das ambições estratégicas americanas e da ordem política internacional de outra. Os estados unidos, principal potencia muldial, mostraram aqui sua disposicão para pegar em armas  para garantir sua supremacia.  Dessa vez, as bases foram cedidas por pequenos paises dos Emirados do Golfo, e não pela Arábia Saudita, cuja população se opões fortemente a essa invasão. Essas populações acreditam que o Iraque foi destruido para que pudesse ser reconstruido com empresas americanas, que irão mandar seu lucro. Outra explicação para o Interesse de washinton na região seria a concentração de petróleo, o Iraque tem 10% das reservas do mundo. Dessa maneira, os EUA seriam menos sucetíveis aos mandos e desmandos da OPEP. Saddam Houssein foi executado em 2006, o que permitirá que os EUA tenham papel central na reconstrução deste país.

No palno de segurança, as ações da Al Qaeda ou forças regionais tradicionalmente passionais com a Síria e o Iran continuam de fazer uma região instável. A força de ocupação não ajuda o apaziguamernto.  Em junho de 2007 os EUA decidiram ainda armar os Sunitas para ajudar a derrotar o Al Qaeda na região.

No plano economico, os cortes de água e luz e a falta de atração de investimentos são insuficientes para o país operar mesmo sua indústria petrolífera.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: