Geopolítica das Religiões

A diversidade caracteriza o conjunto das religiões do mundo e as religiões também são consideradas um fator de influência geopolítica.
A igreja católica, com 1 bilhão de fiéis, se difundiu no mundo através de empresas portuguesas, fancesas e espanholas de colonizacão. Ela possui um estado, o Vaticano, e uma representação diplomática cujo lider é o Papa.  Esta centralização permite a igreja catolica que exerça um papel internacional importante , inspirando várias correntes políticas, como a “Internacional Democrática Cristã”.

Em viagem a Turim (norte da Itália), onde visitará a exposição do Santo Sudário, o papa Bento 16 pediu hoje aos políticos que persigam "o bem comum", mesmo "nos momentos difíceis", durante a homilia da celebração eucarística deste domingo, realizada na praça de São Carlos.

As igrejas protestantes, que surgiram no século XVI, com impulso dos reformadores,  se estruturaram sobre grandes conjuntos transnacionais, dos quais os mais importantes são a comissão anglicana, a igreja luterana,  a igreja reformada, a metodista e a batista. A Igreja ortodoxa teve sua origem no cisma do oriente em 1054 e tem 215 milhoes de adeptos e é está fortemente presente  nas reginøes eslavas e dos balcãs, sua expansão se dá com as migrações gregas, russas e árabes.
O Islam, “submissão à vontade divina”, tem 1, bilhões tem fiéis no mundo e é objeto de uma expansão contínua, principalmente por razões demográficas, e não se limita ao mundo árabe. Os paises mussulmanos estão entre os mais populosos do mundo, como Bangladesh e Indonesia, e suas áreas variam em geografia e desenvolvimento.
Na ocasião da morte do profeta Maomé, uma luta politica pela sua sucessão deu origem a duas correntes, os sunitas, 83% e os xiitas, 16%. Os mussulmanos mais fundamentalistas se opõem a várias práticas modernas consideradas inovações incompatíveius com a pureza da religião. Um desafio é a perda da identidade mussulmana frente à modernizacão.
O Judaismo, com 15 milhões de adeptos, conservam certa homogeinidade. Apesar de descentralizados, eles têm uma influência importante no mundo, principalmente após o genocídio de hitler e a criação do estado de Israel, que onstituiram foatores de identificação coletiva.
O budismo tem quase 400 mi de seguidores e sua influência, limitada aos países budistas, se expandiu  a partir do final do século XX.
O induísmo, com 900 mi de praticantes se limita à india e é politeísta.
O mundo conta ainda com 950 mi de pessoas que se consideram ateus.

A maior parte das religiões do mundo tem em comum seu apego ao territorio, os lugares historicos, os lugares de culto, todos com significados simbolicos. Milhões de católicos fazem o caminho de Santiago de Compostela todo ano, enquanto milhões de Mussulmanos visitam Meca. Jerusalem é uma cidade chave tanto para catolicos, quanto judeus quanto mussulmanos.

A religião pode ser um fator de tensão, como demonstraram os séculos de cruzadas, as lutas entre tamoios hinduistas e cingaleses budistas, a oposicão de católicos e protestantes na irlanda do norte e os múktiplos afrontamentos de natureza religiosa na ex-yuguslávia.

Hoje, a questão religiosa é vista como consolidadora de tensões pré-existentes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: