FATORES DE PODER

Economia e Comércio Mundial

________________________________
A NOVA ORDEM ECONOMICA MUNDIAL

The New International Economic Order (NIEO) was a set of proposals put forward during the 1970s by developing countries through the United Nations Conference on Trade and Development to promote their interests by improving their terms of trade, increasing development assistance, developed-country tariff reductions, and other means. It was meant to be a revision of the international economic system in favour of Third World countries, replacing the Bretton Woods system, which had benefited the leading states that had created it – especially the United States.
The term was derived from the Declaration for the Establishment of a New International Economic Order, adopted by the United Nations General Assembly in 1974, and referred to a wide range of trade, financial, commodity, and debt-related issues (1 May 1974, A/RES/S-6/3201)[1]. This followed an agenda for discussions between industrial and developing countries, focusing on restructuring of the world’s economy to permit greater participation by and benefits to developing countries (also known as the “North-South Dialogue”). Along with the declaration, a Programme of Action and a Charter of Economic Rights and Duties of States were also adopted.
In the 1970s and 1980s, the developing countries pushed for NIEO and an accompanying set of documents to be adopted by the UN General Assembly. Subsequently, however, these norms became only of rhetorical and political value, except for some partly-viable mechanisms, such as the non-legal, non-binding Restrictive Business Practice Code adopted in 1980 and the Common Fund for Commodities which came in force in 1989.

Os Estados Unidos são a maior potencia economica do mundo e correspondem sozinhos a quase um terço da economia global. No final do dia, os 10 maiores PIBs do mundo controlam 70% do PIB mundial.

A America do Norte (Canada, Eua e Mexico) é a região mais rica do mundo e o verdadeiro motor da economia global. A UE domina apenas no continente europeu. Outra coisa é que a economia da Europa cresce muito pouco há muito tempo, em contraste com a americana.

Dentro desse contexto, a Asia e a América Latina surgem como regiões intermediárias entre os paises em desenvolvimento e os desenvolvidos. (Países em desenvolvimento e meio). Os paises asiaticos se mostram com um desenvolvimento economico muito veloz depois da década de 60 com uma industrializacão em massa seguida das exportacões desse produto na direção dos paises desenvolvidos.

A estrutura chinesa e japonesa são muito diferentes. No japão, o setor primario é marginal, dominam os serviços, já na china, é o posto.

Na América do Sul, o nível de vida é um pouco superior ao nível de vida na Asia e seu crecimento economico depende da alta dos preços dos produtos de base, no geral, continua economica e socialmente fragil, e com péssima distribuição de renda.

A abertura crescente das economias levou ao crescimento das economias do mundo. Essa abertura reprersenta um paradoxo, pois no mesmpo periodo pode-se observar também o fenômeno das regionalizacões.

O comércio mundial cresce de forma quase ininterrupta desde 1950. Foi a admnistração americana que, desde o final da WWII promoveu as liberalizações conomicas e intensificou os fluxos comerciais. A idéia era romper com o Wellfare State dos anos 30, que agora eles consideravam como sendo um dos culpados pelo aparecimento dos facismos. (fff). O GATT, assinado em 97, foia  arena de negociação da queda das barreiras tarifárias e não tarifárias, que garantiu a abertura econômica que o mundo assistiu desde então. Devido ao sucesso destas negociações, em 1995 ela foi substiruida pela OMC.

As negociacões comerciais se tornaram mais complexas e mais difíceis, a maior parte dos dosseirs apresentados na rodada do uruguay continuaram em negociação na rodada Doha e pode-se observar a ganhada de poder das reinvidicações dos paises emergentes.

Ao mesmo tempo que hoiuve a liberalização das economias, houve também uma reginalização, comos e a distância fosse obstaculo a integração economica. Na Europa, um terço das trocas são realizadas dentro do continente.

As desigualdades globais são gritantes também em termos de comercio. Os paises mais ricos são os que fazem mais comercio.  As estruturas comerciais dos paises são também muito desiguais.

_________________________________________
RODADAS DE NEGOCIACAO E TEMAS COBERTOS NO GATT / OMC

1a rodada:Genebra -1947-23 Países participantes- tema coberto: tarifas

2a rodada: Annecy – 1949-13 Países participantes- tema coberto: tarifas

3a rodada: Torquay -1950,51- 38 Países participantes- tema coberto:tarifas

4a rodada: Genebra – 1955,56 – 26 Países participantes- tema coberto:tarifas

5a rodada: Dillon – 1960,61- 26 Países participante s- tema coberto: tarifas

6a rodada:Kennedy – 1964,67-62 Países participantes – temas cobertos: tarifas e medidas antidumping

7a rodada: Tóquio – 1973,79- 102 Países participantes- temas cobertos: tarifas, medidas não tarifárias, cláusula de habilitação

8a rodada: Uruguai – 1986,93- 123 Países participantes- temas cobertos: tarifas, agricultura, serviços, propriedade intelectual, medidas de investimento, novo marco jurídico, OMC.

9a rodada: Doha – 2001,?- 149 Países participantes – temas cobertos: tarifas, agricultura, serviços, facilitação de comércio, solução de controvérsias, “regras”. [8]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: