Guerra Fria e Detente

47 – 62 -> guerra fria.

62-79 -> detente

79-85 -> nova guerra fria

85-89 -> nova detente.

CRONOGRAMA

47 -> Plano Marshall / Kominform

48 -> Golpe de Praga / Bloqueio de Berlim

49 -> Assinatura do Tratado do Atlantico Norte, OTAN

50 – 53 -> Guerra da Coreia.

55 – Pacto de Varsovia

56 -> Crise do Canal de Suez

61 -> Construção do Muro de Berlim

62 -> Crise de Cuba / dos Misseis / Interdicão de testes nucleares na atmosfera.

63 -> Instalação do Telefone Vermelho

68 -> TNP

72 -> SALT I, sobre controle de misseis estrategicos.

75 -> Conferencia de Helsinki

79 -> Invasão do Afeganistão

O novo sistema de poder trazia soma zero. Se um lado perdesse, o outro ganharia em igual proporção. Impossível de conseguir benefícios mútuos. Enquanto isso, a “dissuasão” tornava a guerra improvável: uma guerra nuclear entre os dois lados poderia levar ao fim do mundo. Uma primeira aproximação entre EUA e URSS pode ser observada em 55 com o tratado de evacuação da austria.

Isso que os ocidentais chamam de detente, os soviéticos chamavam de “coexistencia pacifica”,e surgiu expontaneamente no interior de cada governo. Para a URSS, se fechar em torno dos seus assuntos parecia mais importante do que criar faiscas com o mundo capitalista. É aí que a URSS percebe a atração que exerce sobre os paises do 3 mundo e decide aumentar sua influencia sobre eles.

Paradoxalmente, os EUA, que se vêem enfraquecidos, decidem, com a REALPOLITIK de Kissinger e Nixon, que “não importa se soviéticos ou não, apesar da corrente ideologica, se eles estiverem querendo colaborar, então tudo certo’. A guerra do Vietnam é vista como uma das principais causas do enfraquecimento americano, então o dialogo com a URSS parece uma solução. O Dialogo estabelecido durante a detente é bilateral, regular e construtivo.

É ese dialogo que permite que chegue ao fim a Guerra no Vietnam e que se evitem novos conflitos L/O no oriente médio. A detente não marca o fim da competição, mas uma parte da competição onde cada parte ouve e aceita as regras sugeridas pela outra parte. Marcam a detente a virtuose armamentista e a Ostpolitk, onde as alemanhas se reconheciam mundialemente.

Durante um ano os EUA abasteceram a RFA bloqueada pela URSS usando aviões, tecnologia que ainda estava surgindo na época.

_____________________

Ostpolitik (na língua alemã significa Política do leste) é um termo usado para descrever os esforços realizados por Willy Brandt, Ministro dos Negócios Estrangeiros e Chanceler da República Federal Alemã para normalizar as relações com as nações da Europa de Leste, incluindo a República Democrática Alemã. A origem do termo refere-se à decisão da Alemanha de focalizar interesses no leste europeu e não somente no oeste, como tinha feito até aí Konrad Adenauer, o primeiro chanceler da República Federal da Alemanha.

Entre os elementos principais da Ostpolitik destacam-se o abandono da Doutrina Hallstein e o reconhecimento da linha Oder-Neisse como fronteira entre a Polónia e a Alemanha Oriental. Também se estreitaram relações comerciais com a Europa de Leste e a União Soviética.

As negociações entre Brandt e o chanceler da Alemanha Oriental, Willi Stoph, começaram rapidamente. No entanto não foi possível chegar a um acordo formal já que Brand não estava disposto a reconhecer a parte oriental como estado soberano. En 1970, a Alemanha Ocidental e a União Soviética assinaram o Tratado de Moscovo e pouco tempo depois chegaram os acordos com a Polónia e com outros países do chamado bloco soviético.

O acordo mais controverso foi o chamado Acordo Básico, assinado em 1972, segundo o qual a RFA e a RDA reconheciam-se mutuamente como estados. Isto foi duramente criticado pelos conservadores que afirmaram que este reconhecimento levaria à divisão permanente da Alemanha, como de facto aconteceu até 1989.

_____________________

Doutrina Hallstein: De acordo com esta doutrina, a RFA tinha o direito exclusivo de representar internacionalmente a nação alemã, e exceptuando a União Soviética, a RFA não estabelecia nem mantinha relações diplomáticas com nenhum estado que reconhecesse a soberania da República Democrática Alemã,

Assinatura do tratado de Helsinki foi o ponto alto da detente.

Os acordos de Helsinki de 1975 reconheciam as fronteiras estabelecidas no final da segunda guerra mundial (reinvidicação sovietica) e estabilizou o principio de liberdade de circulação e consciencia pelo continente (reinvidicação americana). A fronteira de 1945 se mostrou um tiro no pé, pois as populações locais não queriam aquelas fronteiras e foi isso que deu o start nos nacionalismos polones e tchecoslovaco. A livre circulação também permitiu queos alemães da RDA pudessem comprar seu lifestyle ao dos vizinhos na RFA e querer migrar para a sociedade do consumo.

Os avanços soviéticos na África (Angola e Moçambique em 75 e depois etiopia), e depois a invasão do Afeganistão levaram ao fim a detente. A URSS não estava mantendo moderação na sua atitude exterior. Somente em 85 a detente voltaria a existir, com a chegada de Micail Gorbatchev. No fim, suas politicas como a Perestroika e a Glasnost levaram ao colapso da URSS e fim do mundo leste / oeste.

______________________

A invasão soviética do Afeganistão foi um conflito armado de nove anos entre tropas soviéticas, que apoiavam o governo marxista do Afeganistão, e insurgentes mujahidin afegãos, que procuravam derrubar o regime comunista no país. No contexto da Guerra Fria, a União Soviética apoiou o governo, enquanto que os rebeldes receberam apoio dos Estados Unidos, do Paquistão e de outros países muçulmanos. O conflito coincidiu no tempo com a Revolução Iraniana (1979) e a Guerra Irã-Iraque. Alguns estudiosos pensam que o custo econômico e militar da guerra contribuiu consideravelmente para o colapso da União Soviética em 1991.

Durante os três primeiros anos da invasão, os soviéticos tiveram que lidar com a deserção de dois-terços do exército regular afegão, o que ajudou os mujahidin a manter sob seu controle 80% do território afegão. Com isso, os soviéticos, que mantiveram sob seu poder apenas as principais cidades, passaram a empreender apenas operações pontuais, a proteger comboios e a instalar minas antipessoais.

Naquele ano, os mujahidin começaram a receber mísseis solo-ar FIM-92 Stinger, o que levou os soviéticos a perder o controle dos céus. Em 1988, Mikhail Gorbatchev decidiu retirar as tropas soviéticas, com base numa trégua negociada com Ahmed Chah Massoud, um dos chefes dos insurgentes. Um ano mais tarde, em 15 de fevereiro de 1989, as últimas forças militares soviéticas abandonaram o Afeganistão.

Logo em seguida, instalou-se uma guerra civil entre as diferentes facções armadas dos mujahidin e o exército do governo comunista do Presidente Mohammed Nadjibullah.

em o apoio das tropas soviéticas e com o exército afegão praticamente desmantelado, Brabak Karmal foi deposto pelos guerrilheiros Mujahedin que implantariam um regime muçulmano.

Anúncios
Comments
One Response to “Guerra Fria e Detente”
  1. Juliana disse:

    eSpontaneamente. Grata

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: