The Carter Syndrome

Barack Obama might yet revolutionize America’s foreign policy. But if he can’t reconcile his inner Thomas Jefferson with his inner Woodrow Wilson, the 44th president could end up like No. 39. BY WALTER RUSSELL MEAD | JANUARY/FEBRUARY 2010 Neither a cold-blooded realist nor a bleeding-heart idealist, Barack Obama has a split personality when it comes … Continue lendo

Direitos Humanos – 1a Parte

Introdução Segundo Cançado Trindade, “a proteção dos direitos humanos ocupa reconhecidamente uma posição central na agenda internacional nesta passagem do século”, destacando que os múltiplos instrumentos no referido domínio têm partido da premissa que os direitos protegidos são inerentes a todos os seres humanos. Ou seja, são anteriores e superiores ao Estado e a todas … Continue lendo

Lula critica ONU e pede debate sobre Ilhas Malvinas

Presidente questiona soberania inglesa e silêncio das Nações Unidas.Conselho representa interesses políticos da 2ª Guerra Mundial, diz Lula. Do G1, em São Paulo* Foto: Ronaldo Schemidt/AFP Em encontro no México, Lula abraça a presidente do Chile Michelle Bachelet e o presidente do México, Felipe Calderón. (Foto: Ronaldo Schemidt/AFP) O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu … Continue lendo

II CUPULA DE CHEFES DE ESTADO DA AM. LAT E CARIBE – temas.

HONDURAS O ministro das Relações Exteriores de Honduras, Mario Canahuati, afirmou, neste domingo, que o país já restabeleceu relações diplomáticas com 29 países que haviam rompido com Tegucigalpa após a deposição do ex-presidente, Manuel Zelaya, em junho passado. Em entrevista ao jornal hondurenho El Tiempo, o chanceler do recém eleito presidente Porfírio Lobo disse que … Continue lendo

UNIÃO EUROPEIA – Visão do DIP

O mercado comum, a união economica e monetaria, a concepcao de cidadania europeia e o complexo aparato institucional fazem da uniao europeia a mais bem sucedida experiencia de integracao do mundo. Os primeiros projetos de integração surgiram no entre-guerras e tiveram como pano de fundo as experiências da liga das nações. Churchill recomendou a criação … Continue lendo

Unasul oferece 300 milhões de dólares para reconstrução do Haiti

O presidente haitiano agradeceu a atitude de seus colegas sul-americanos neste momento, principalmente porque a ajuda chegou de nações que também sofrem de necessidades. “Dar quando não se tem, tem muito valor”, disse Préval.” A crise é tão grande que pode ajudar a abrandar as diferenças entre os países da Unasul, segundo Michael Shifter, da … Continue lendo

Escalada para a Primeira Guerra do Congresso ao Imperialismo, ao Arrepio do Concerto – 3a Parte

Nacionalismo O apelo à identidade nacional e a supostos interesses nacionais foi um elemento central, na época, para transformar a participação política em psicose de massa. Tinha não só a função de manipular as massas como de desviar a atenção de contradições internas com imagens xenófobas de inimigos externos. O nacionalismo do fim do século … Continue lendo

Escalada para a Primeira Guerra do Congresso ao Imperialismo, ao Arrepio do Concerto – 2a Parte

Guerras de Reajuste do Equilíbrio I. Guerra da Criméia As ambições do Czar Nicolau I da Rússia sobre o Império Otomano iniciou a primeira grande crise do exercício da hegemonia. Após o sucesso contra a onda revolucionária de 1848, imbuído da percepção de que franceses e ingleses haviam reagido com certa passividade a ela, o … Continue lendo

MERCOSUL – Visão do DIP

As primeiras tenntaivas de integracao na america latina remontam ao final da década de 50, quando estudos da CEPAL indicaram a diminuicao do intercambio comercial entre os paises da regiao. A integracao economica permitiria mercados mais abrangentes e dinamicos, facilitando a substituicao de importacoes. O tratado de montevideu criou a ALALC em 60. O objetivo … Continue lendo

REGIONALISMO

O regionalismo renasceu em todos os continentes na metade do século XX, estimuladas pela descolonização. A ruptura do equilibrio bipolar abriu as portas para uma nova ordem mundial. O regionalismo, pode ser um acordo formal para diluir a animosidade entre estados rivais ora pode ser uma aproximação comercial ou mesmo a intensificação do fluco de … Continue lendo